Busca no Blog ou na Web

3 de jun de 2011

Macapá/AP


Cortada pela Linha do Equador, a cidade de Macapá, conhecida como "a capital do meio do mundo", possui pontos turísticos que revelam um pouco da história, cultura e religiosidade de pessoas que sabem preservar e divulgar os seus valores. 

Atravessar a linha do Equador e passear pelo hemisfério Norte, explorar a Floresta Amazônica, nadar ou pescar no poderoso Amazonas, quem sabe surfar a pororoca? Macapá espera você com tudo isso e muito mais. Desde a riqueza cultural dos povos indígenas e o patrimônio histórico, cujo carro-chefe é, sem dúvida, a imensa Fortaleza de São José, construída no século XVIII e a Vila de Curiaú, antigo quilombo que se mantém como comunidade negra.

As influências indígenas, africanas e européias se mesclam, formando um caldeirão de culturas refletidas na culinária, na música e em diversas manifestações folclóricas. Conhecer o Amapá é olhar o Brasil de cima e sentir um pouco mais a imensidão desse país, que vai do Oiapoque ao Chuí. Bem, o Oiapoque é aqui.


Fortaleza de São José – Concluída em 1782 e construída em formato de estrela, conserva os prédios que serviam de hospital, paiol, armazéns, capela, casa de oficiais, entre outras.



Centro de Cultura Negra – Um espaço cultural democrático utilizado para divulgar e preservar a cultura afro- Brasileira. Em toda sua área há Anfiteatro, Museu do Negro, Auditório e Espaço Afroreligioso.



Marco Zero – Local exato em que a linha imaginária do Equador cruza a cidade de Macapá.






Trapiche Eliezer Levy – Um antigo atracadouro de barcos, que adentra o Rio Amazonas quase meio quilômetro. Abriga estrutura de lazer, com restaurantes e quiosques.




Informações:

Secretaria de Estado do Turismo do Amapá
(96) 3212-5327
www.setur.ap.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário