Busca no Blog ou na Web

22 de abr de 2010

Os 50 anos de Brasília


Ontem, o mais notável experimento modernista de todos os tempos – a cidade de Brasília – completou 50 anos de idade, com direito a uma ampla cobertura da imprensa mundial. Do idealismo extravagante de Juscelino Kubitschek, à genialidade arquitetônica de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, inúmeras foram as reportagens que homenagearam a nossa exuberante Capital Federal, considerada, desde 1986, como Patrimônio Cultural da Humanidade.

No entanto, durante todos esses dias, pouco se ouviu falar acerca da multifacetada e indefinida "cultura brasiliense", construída por milhares imigrantes oriundos das mais diversas regiões do Brasil – obrigados a forjar, a partir de 1960, a identidade cultural de uma cidade única e extraordinária, mas ainda sem raízes, e ainda sem história.

Por isso, como homenagem do Blog dos 65 destinos ao aniversário de Brasília, resolvemos oferecer a vocês um fragmento da brilhante matéria realizada pelo Programa Entrelinhas, da TV Cultura, que convidou o mais representativo poeta brasiliense, Nicolas Behr, para um "tour cultural pela cidade".

Parabéns Brasília, por conservar até hoje a sua magnífica beleza de "museu a céu aberto"! Parabéns Nicolas, por dedicar toda a sua vida a escrever sobre uma das mais importantes obras-primas da humanidade!



2 comentários:

  1. adorei a matéria...Brasilia merece. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Ótima reportagem. Eu morei na SQS 415 no Bloco "G" e me lembro muito bem de Nicolas, se não me engano ele morava no Bloco "F". Na reportagem ele diz que veio de Cuiabá e que Brasília é "hostil". Na verdade, só agora me dou conta porque aquele adolescente (por volta de seus 15 a 17 anos eu acho)era tão introvertido e calado, usava umas roupas meio jogadas nem hippie, nem pop...era Nicolas, vulgo "alemão". A gente só via Nicolas no ônibus escrevendo ou lendo alguma coisa. Na verdade não era Brasília que era hostil, ele é quem tinha vindo de uma outra cidade completamente diferente de Brasília e estava passando pelo período de adptação por qual quase todos que vem de outros estados passam. Eu não passei porque fui com 7 anos para Brasília e sai de lá com 40 anos. Hoje moro em João Pessoa-PB e daqui não saio. Eu escolhi João Pessoa para viver e trabalhar, mas guardo muitas boas lembranças de Brasília e toda a minha família ainda reside em Brasília. Mas continuo achando o céu de Brasília ESPETACULAR!

    ResponderExcluir