Busca no Blog ou na Web

8 de nov de 2010

Melhores Práticas dos 65 Destinos!



Ministério do Turismo divulga os resultados das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores. Confira aqui as 27 iniciativas vencedoras!

O Ministério do Turismo apresentou os resultados da I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional. Os 240 projetos recebidos foram avaliados e selecionados, conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade 2010. As práticas premiadas foram divididas e analisadas em capitais e não-capitais.

Segundo o secretário Nacional de Políticas de Turismo, Carlos Silva, a premiação visa estimular os 65 destinos a cumprirem efetivamente o papel de induzir o desenvolvimento da atividade turística, não apenas nas regiões das quais fazem parte, mas também nos demais destinos brasileiros: "A boa prática deve ser replicada, guardadas as devidas proporções e especificidades. Destinos turísticos podem se utilizar do bom exemplo como referência para superar suas dificuldades e aperfeiçoar a gestão".

Entre as capitais, o destaque ficou por conta da cidade de São Paulo, que teve suas práticas reconhecidas em cinco quesitos: acesso, monitoramento, economia local, aspectos ambientais e aspectos culturais. Já entre as não-capitais, Foz do Iguaçu foi reconhecida em quatro quesitos: acesso, atrativos turísticos, marketing e promoção de destino e capacidade empresarial.

A cerimônia de premiação será em 7 de dezembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Na ocasião, será divulgado também o resultado do Índice de Competitividade do Turismo Nacional 2010, novo nome do Estudo de Competitividade – um diagnóstico detalhado da realidade de cada um dos 65 destinos indutores















Abaixo, a lista completa dos vencedores em cada dimensão, divididos por capitais e não-capitais:

Infraestrutura Geral – Rio de Janeiro/RJ (Delegacia de Atendimento ao Turismo); e Angra dos Reis/RJ (Cais de Santa Luzia).

Acesso – São Paulo/SP (Expresso Turístico); e Foz do Iguaçu/PR (Transporte urbano adaptado).

Serviços e Equipamentos Turísticos – Vitória/ES (Capacitação de profissionais do setor manual para atendimento); e Paranaguá/PR (Hospedagem familiar).

Atrativos turísticos – Porto Alegre/RS (Rota Turística Caminhos Rurais); e Foz do Iguaçu/PR (Circuito Turístico Especial Itaipu).

Marketing e Promoção do Destino – Recife/PE (Game Show Recife Prática); e Foz do Iguaçu/PR (Visite Foz do Iguaçu).

Políticas Públicas – Brasília/DF (Parceria público-privada na gestão da competitividade); e Bonito/MS (Voucher único digital).

Cooperação Regional – Belo Horizonte/MG (Escadaria: Intercâmbio turístico e cultural); e Balneário Camboriú/SC (Circuito de Cicloturismo Costa Verde e Mar).

Monitoramento – São Paulo/SP (Observatório do Turismo); Curitiba/PR (Demanda Turística); e Ipojuca/PE (Pesquisa de Monitoramento do Turismo Receptivo).

Economia Local – São Paulo/SP (São Paulo Indy 300); e Bento Gonçalves/RS (Eventos alavancadores do turismo).

Capacidade Empresarial – Rio de Janeiro/RJ (Rio Mais Hospitaleiro); e Foz do Iguaçu/PR (Capital humano protagonista).

Aspectos Sociais – Fortaleza/CE (Inclusão social com capacitação); e Armação de Búzios/RJ (Projovem).

Aspectos Ambientais – São Paulo/SP (Projeto Cidade Limpa); e Paranaguá/PR (Reutilização de água de chuva: Ilha do Mel).

Aspectos Culturais – São Paulo/SP (Virada Cultural); e Pirenópolis/GO (Incentivo e preservação do patrimônio cultural).


Nenhum comentário:

Postar um comentário