Busca no Blog ou na Web

21 de dez de 2010

Grupo Gestor de Bento é formalizado


Em 2009, na ocasião da primeira devolutiva do Estudo de Competitividade por parte da Fundação Getúlio Vargas, foi criado o Grupo Gestor de Bento Gonçalves. Entretanto, no intuito de formalizar oficialmente a organização, a Secretaria Municipal de Turismo – em conjunto com todos os integrantes do Grupo – decidiu encaminhar o Projeto de Lei 593/2010, que foi aprovado pela Câmara de Vereadores no dia 06 de dezembro de 2010. Assim, através da Lei Municipal 5.174, publicada em 7 de dezembro, o Grupo de Bento Gonçalves encerrou os seus trabalhos este ano com mais uma importante conquista!

O Grupo Gestor de Bento se reúne mensalmente desde 2009, e já recebeu diversas qualificações, tais como: Projeto-piloto para Gestão do Sistema de Monitoramento de Ações dos 65 Destinos Indutores – SG65;  A Liderança no planejamento e gestão do destino indutor; Capacidade Empreendedora e Líder Coach; Liderança Articuladora e Inteligência Competitiva.

Sempre é bom lembrar!

A formação do Grupo de Bento Gonçalves seguiu as orientações do MTur, que estabelecem, entre outros pontos, um número de 10 a 15 integrantes ligados ao turismo local e regional, tendo como objetivo central promover a gestão turística do destino.

Os Grupos Gestores devem atuar, portanto, de forma vinculada aos Conselhos Municipais de Turismo, no que diz respeito ao planejamento de ações e a discussões de assuntos relevantes para o desenvolvimento do turismo na cidade e em todo o seu entorno.

Em síntese, os Grupos Gestores têm a missão de:

Participar ativamente do processo de gestão do turismo do destino;
Participar ativamente das reuniões e ações propostas pelo projeto dos 65 Destinos Indutores;
Buscar informações necessárias para a análise de soluções;
Apoiar na operação logística para realização das ações no destino;
Informar aos parceiros e a sociedade sobre os resultados e andamento das ações;
Informar o Ministério de Turismo sobre os resultados e andamento das ações;
Articular parcerias para realização das ações propostas para o destino;
Observar a Política Nacional de Turismo, voltada ao planejamento e ordenamento do setor, por meio de suas diretrizes, metas e programas definidos no Plano Nacional do Turismo (PNT), estabelecido pelo Governo Federal;
Institucionalizar o debate em torno das questões regionais, ou seja, criar a comunicação e a cultura de governança democrática;
Propor o desenvolvimento do turismo que supere as questões partidárias;
Elaborar plano de intervenção para que o destino indutor de desenvolvimento atinja o padrão de qualidade internacional;
Apoiar, na condição de destino indutor o desenvolvimento dos demais municípios que integram a região turística.

2 comentários:

  1. Parabéns ao Grupo Gestor de Bento Gonçalves.
    Com certeza, com esta iniciativa o destino terá ganhos para aumentar os indices de competitividade do destino

    ResponderExcluir
  2. Como vai ficar 2011 ? Parece que em Minas Gerais, pelo menos, alguns outros destinos vao receber apoio do Projeto65 como indutores tambem, e' isso?

    Carlos.

    ResponderExcluir